RECUPERAÇÃO DE IMPOSTOS “POR QUE MINHA EMPRESA DEVE SE PREOCUPAR COM ISSO, SE SEMPRE RECOLHEMOS NOSSOS IMPOSTOS CORRETAMENTE, E EM DIA?”

SERÁ ESTA A PERGUNTA CORRETA A SER FEITA?

ENTÃO, QUER DIZER QUE ESTAR RECOLHENDO A MAIOR, É ESTAR RECOLHENDO CORRETAMENTE?

“AH, MAS MINHA EMPRESA PODE VIR A SER FISCALIZADA, CASO ENTREMOS COM AÇÃO CONTRA O INSS…”.

E QUEM FALOU EM EM ENTRAR COM AÇÃO CONTRA O INSS?

RECUPERE O QUE É SEU, LÍCITA E LEGALMENTE.

ATÉ QUANDO VOCÊ VAI FICAR ESPERANDO???

Abaixo as respostas para essas indagações…

recuperação de créditos

Folha de Pagamento + Encargos

Quanto tempo você e sua empresa irão aguardar para reaverem seus créditos trabalhistas e previdenciários? Ou irão mesmo optar por esperarem prescrever?

 

 

 

 

 

PRESCRIÇÃO DO PRAZO

Crédito Previdenciário - Recuperação

Raramente as empresas mantém um colaborador para acompanhar as mudanças na legislação, sendo este um privilégio de poucas organizações.
Na condição de consultores, observamos esta realidade nas empresas.
Este pode ser um grave problema, pois se por um lado há uma economia no pagamento deste serviço, há uma perigosa contrapartida do lado contrário: nossa legislação tributária muda, e por vezes de maneira radical, com uma frequência e falta de informação assustadoras, fazendo com que muitos contribuintes não consigam acompanhar tais alterações, fato que acaba por resultar em problemas.

 

 

Perda do Prazo Gera Prescrição

A prescrição extingue o direito de o contribuinte pleitear eventual crédito tributário a que possua direito.
A prescrição, de acordo com o artigo 1º do Decreto 20.910/32, ocorre em 5 (cinco) anos, conforme transcrito: Art. 1º – As Dividas passivas da União, dos Estados e dos Municípios, bem assim todo e qualquer direito ou ação contra a Fazenda Federal, Estadual ou Municipal, seja qual for a sua natureza, prescrevem em cinco anos contados da data do ato ou fato do qual se originarem.
Esta é uma situação para a qual administradores, contabilistas e assessores tributários precisam estar atentos. Na correria do dia-a-dia muitas vezes a questão passa despercebida e pode ocasionar perdas significativas.
A grande questão é que essas mudanças em alguns casos são a favor do contribuinte e, diga-se de passagem, a maioria dos benefícios concedidos pela legislação acabam tornando-se um enorme diferencial frente à concorrência.

Qual o grande desafio em questão?

Desafio

Como muitas empresas não possuem um setor (ou um colaborador) para acompanhar tais mudanças, por consequência não se geram controles adequados sobre o alcance destas alterações. Um exemplo típico ocorre sobre os impostos devidos pelas empresas.
Na prática, quem não mantém tais serviços, e controles, acaba sofrendo enorme impacto, seja na composição de seus preços, seja no controle de seus gastos, e acaba vendo concorrentes, que muitas vezes aparentam-se inferiores em termos preliminares, mas que por sua postura mais atenta, promovem um Planejamento TRIBUTÁRIO correto, verificando onde reduzir de maneira segura e legal seus tributos, apurando inclusive se houve recolhimento a maior ao Governo.
Eis que se a empresa não for atenta, poderá perder prazos, e ver prescrever os prazos para reaver seus direitos – e claro, quem ganha e ficará muito contente com essa situação, além da concorrência, é o Governo.

Uma outra situação que constatamos com frequência consiste na seguinte dúvida:

“Será que solicitando pedido de recuperação de Impostos Trabalhistas e Previdenciários estarei chamando a fiscalização para empresa… Solicitar um pedido de recuperação de imposto traz fiscalização para a empresa?”

 

Taxa, Fiscalização - Medo

Este é o pensamento de muitos contribuintes, que imaginam que solicitar um direito que é seu, irá trazer prejuízos, na forma de retaliação, para sua empresa.

O fato é que a fiscalização pode acontecer a qualquer tempo na empresa, e não somente pelo simples fato de ter pleiteado o seu direito legalmente.

 

 

Em nossa peregrinação pelas empresas, apuramos este receio quase matemático – resgato um direito, portanto, serei fiscalizado. Informamos que não há matemática nesta preocupação…

Ser fiscalizado, ou não, independe da recuperação de impostos.
Para tanto faça valer seu direito de pagar somente o que for devido perante a Lei.

 

 

O que fazer em tempos de Crise – Recuperar Impostos

tempo de crise - recuperação de créditos

O Governo não irá bater na sua porta, avisando de seu direito, esqueça disso…

Cabe a você, empresa, ou a você representante legal da empresa, se movimentar para buscar o que é seu de direito.
Podem ser alguns milhares, ou milhões, porém são seus!

Deixe o Conservadorismo de lado, “O conservadorismo não é apenas uma mentalidade e uma disposição, ele é também uma indisposição” Se a empresa cumpre com suas obrigações legais, afinal por que pagar mais impostos?

 

Propomos que a sua empresa busque equidade de tratamento, respeitadas a Lei e a Justiça.

 

IGUALDADE E EQUIDADE

Igualdade e equidade
Fonte imagem: https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/2346

A noção de igualdade, muitos possuem ou acreditam conhecê-la.
Já o conceito de equidade é de maior dificuldade para a compreensão, e poucas pessoas tiveram acesso a sua definição, mesmo a mais superficial e genérica. Há que se buscar a equidade. Sua empresa merece reaver o que lhe é seu, por Direito.

 

OS LEVANTAMENTOS PODEM SER EFETUADOS SEM QUAISQUER CUSTOS PARA A SUA EMPRESA

Levantamento Grátis

 

Recupere créditos previdenciários incidentes sobre sua folha de pagamento dos últimos 60 meses

Trata-se de um trabalho que tem por objetivo, além de reduzir os encargos previdenciários, reaver legalmente parte das contribuições previdenciárias incidentes sobre a folha de pagamento, recolhidas indevidamente.

 

SÃO VERBAS JÁ PACIFICADAS, PERANTE OS TRIBUNAIS SUPERIORES (STJ E STF).

Verbas pacificadas

 

Os valores de créditos apurados serão atualizados pela taxa Selic, conforme previsto em Lei, e sua compensação se dará de forma administrativa através da própria GFIP/SEFIP.
Os levantamentos são apresentados na forma de um relatório, onde constarão:
• Valores apurados,
• Fundamentação legal, bem como
• Caminhos que deverão ser trilhados, visando o êxito na recuperação dos referidos valores.

 

 

 

 

 

DIGA NÃO A PASSIVIDADE TRIBUTÁRIA

Passividade Tributária

 

 

 

 

 

 

É comum que as empresas, seja pelo comodismo, seja por receio, ou pelo marasmo do “sempre foi assim”, acabem ofertando impostos a mais para o Governo, não enxergando as possibilidades de redução de seus encargos tributários, deixando de lado oportunidade legais, lícitas e rápidas de recuperar o que de fato e de direito recolheram a maior.
Nem todos profissionais tem “know-how” sobre tributação, e ainda, qual a forma legal de concretizar a recuperação de impostos., eis que se faz necessários valerem-se de uma Assessoria Tributária especializada.
A complexidade do tema justifica, por si, toda e qualquer ajuda para que você, empresa, e você, profissional interno responsável pela Gestão Estratégica de sua empresa, possam recorrer de profissionais especializados que auxiliem a cuidar deste assunto – ademais, profissionais externos trarão a isenção necessária para que não sejam criadas eventuais barreiras internas e interdepartamentais, em busca dos competentes levantamentos, análises e ajustes.

 

CONTE COM O SUPORTE DE UMA ASSESSORIA TRIBUTÁRIA

Suporte Assessoria Tributária

O Administrador, Gestor de Pessoas/RH, Contador, Departamento Pessoal, Financeiro, sabe que há grandes riscos envolvidos em pagamentos indevidos, cometidos por falta de conhecimento e atualização na legislação vigente.
Controles internos, obrigações trabalhistas e previdenciárias, entre outros, podem significar muita dor de cabeça para qualquer um. Eis a necessidade de contar com uma Assessoria Tributária com especialização na recuperação de impostos.
Acreditamos que cada qual possa exercer sua função, um ajudando o outro no que é especializado.
A Assessoria Tributária é um apoio imprescindível para os Gestores, Contadores, Administradores, Financeiro e Fiscal das empresas, e não há que se falar em competição entre os profissionais, nem tampouco que se apontar culpados porque esta ou aquela informações não foram prestadas.
O que se necessita é que se haja por parte da empresa, uma união, e o entendimento de que há grandes, e constantes mudanças, especialmente emanadas dos Tribunais Superiores, e que refletem diretamente no Planejamento Tributário das empresas, ficando quase impossível acompanhar sua complexidade, e aplicação.

 

 

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

contato

 

 

 

 

 

 

 

 

Para maiores informações acesse:

Recuperação de Créditos Previdenciários

Ficamos a sua inteira disposição, inclusive para uma reunião presencial, ou remota.

Quer saber mais? Que tal agendarmos uma reunião para a próxima semana?

Entre em contato: atendimento@portalhmarin.com.br

Os comentários estão fechados.